ENCONTRO PIRATA!

August 31, 2017

 #WaterAid - Imagem disponível como reprodução em alta resolução  AQUI.

 

 

 

DEUS me livre e guarde - de um encontro ainda mais íntimo com piratas!

'Volto aqui quanto for rico' - pensei em voz alta, sem saber o quão longo o dia seria. Fowey era um porto caro - acho que nem posso contar como fizemos para atracar por lá!

 

Enfim, era hora de partir.

 

E, em pouco menos de duas horas, já estávamos ancorados em Charlestown. Nem a neblina, ou as baixas temperaturas, conseguiram fazer o dia menos bonito.

 

E o dia passou assim, manhoso, devagar.. dedicado a leitura. Vez ou outra batia uma vontade de montar nosso botinho e remar 'a terra'. Mas o silêncio, e o leve balanço do mar era como cola no sofá... e quem queria levantar?

 

 

De repente, eu ouço um zumbido. Vindo de longe. E mesmo estando em uma baía relativamente grande, o barulho - ao invés do silêncio, me pareceu estranho. Resolvi dar uma olhada la fora...

 

 

FUMAÇA!
Esta, meus caros, é uma palavra que ninguém quer ouvir a bordo de um barco - grande ou pequeno!

 

De longe parecia que uma pequena embarcação pesqueira estava em apuros - soltando uma fumaceira branca e espessa, que mal dava pra se ver do lado de lá.
Deviam estar há cerca de um quilômetro de nós, perto da entrada do porto - e as coisas definitivamente não me pareciam nada boas.

 

Tentando nos comunicar com alguém no porto via rádio VHF não ajudou muito. Ninguém respondia. Tentei também com o rádio de mão e nada. Seguindo protocolo, escaneei, em vão, todos os canais do rádio pra ver se havia algum pedido de socorro... 'MAYDAY'... e novamente, tudo tranquilo.

O único consolo foi ver, pelos binóculos, dezenas de pessoas a beira-mar, e me lembro ter pensando que, o que quer que seja que estivesse acontecendo, alguém por terra já deveria ter alertado as autoridades, e logo ajuda estaria por vir...

 

\/

\/

\/

\/\/

\/\/\/

\/\/\/\/

 

 

SURREAL

 

Após um tempo ou o barulho parou, ou nos acostumamos com ele. E no conforto do nosso lar flutuante, a vida continuava em seu ritmo sedativo.
Não lembro ao certo o que me fez levantar para dar outra olhada no mundo lá fora, mas o que vi fez meu coração pular e minhas pernas tremerem! 

 

 

ADRIAAANA! O berro fez com que ela também levantasse - e pude ver, em câmera lenta, seu queixo cair ao olhar fora da janela!

 

 

?!?!?! MAS O QUE É ISSO ?!?!!?!?

 

 

 O tal botinho... a vela e a remos..

 

Sabe nos filmes, quando as pessoas esfregam os olhos tentando acreditar no que está a sua frente? Pois é - esse era um desses momentos.
Estavamos diante de um gigantesco GALEÃO PIRATA - vindo a todo vapor em nossa direção!

 

Sim - você tembém esfregaria os olhos se estivesse em minhas botas!

 

UM NAVIO PIRATA
TIPO.. SERIO?!

 

E ele chegou tão perto que quase conseguíamos toca-lo.  Impressionante era pouco.

 

Após um breve 360 ao nosso redor, um ENORME CRÂNIO PIRATA se ergueu em sua traseira - ao mesmo tempo em que toda sua tripulação (?!) gritava ao topo de suas vozes - AHHHHOOOOY !!! E eram piratas com espadas em punho e tudo mais!

 

 

 

MAS ADIVINHEM...
E de trás do navio pirata - adivinhem quem me aparece? O pequeno barquinho de pesca - ainda soltando fumaça...

 

E foi aí - e somente aí, que a ficha caiu...

 

Sabe-se lá como, nós havíamos ancorado em meio a um 'set de cinema'... or algo assim. O barquinho fumacento estava ali de propósito - não sei se para encobrir algo (a gente??), ou fazer parecer neblina na cena final do filme. 

 

Ufff.. não que eu tenha acreditado que aquele era um barco pirata de verdade no sul da Inglaterra... claro que não.. :P E no fim, riamos como duas crianças.... Agora, um trago de rum e bora dormir que já está ficando tarde. E DORMIR DE OLHOS BEM ABERTOS!

 

...continua

<< ANTERIOR                    - INICIAL -                    PRÓXIMA >>

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© 2017 by Tiago Rocha 

  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black LinkedIn Icon